SOMOS TODOS NÓS
Notícias
Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019, 08h:43

Mesa Diretora da Assembleia Legislativa não cede ao SINDAL e aumento do auxilio alimentação vai a R$ 1.150,00

Os servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso receberão na folha de pagamento referente a novembro deste ano, o reajuste do auxílio alimentação, que atualmente é de R$ 950,00 e passará a R$ 1.150,00 sobre os salários mensais. O aumento é uma das conquistas do SINDAL, que apesar de reconhecer o ganho para os servidores, continuará na luta pelo reajuste aprovada na última Assembleia Gera Extraordinária dos servidores filiados, quando eles aprovaram um pedido de reajuste de R$ 300,00, que elevaria o auxílio para 1.250,00.

A decisão da categoria não foi aceita pela Mesa Diretora do Legislativo, que publicou o reajuste no último dia 24, por meio de Resolução Administrativa, nº 25 para ser pago na folha de pagamento de novembro. Entretanto, a reivindicação dos aposentados e pensionistas ainda não foi atendida pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. “Não foi o que o SINDAL buscou juntamente com os servidores, mas não podemos negar que tivemos um ganho de duzentos reais, uma diferença de 100,00 que pretendíamos receber. Mas vamos continuar negociando com a Mesa Diretora, que atenda o que foi aprovado na Assembleia Geral Extraordinária da categoria. Além disso, temos que incluir os aposentados e pensionistas no benefício”, assegurou o presidente do SINDAL, Jovanildo Antonio da Silva.  

De acordo com Jovanildo, o SINDAL tem defendido e protegido os direitos e interesses profissionais, sociais e políticos dos servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso. “Buscando pautar uma agenda mais favorável aos servidores ativos e inativos, o SINDAL adota uma postura democrática e transparente, ouvindo, respeitando e acatando as decisões dos servidores referentes às negociações coletivas”, afirmou.

Ele rebateu as críticas infundadas de um grupo de oposição, incluindo membros da Associação dos Aposentados de que o sindicato não estaria cumprindo com o que fora prometido durante a campanha eleitoral para seus filiados aposentados. “O SINDAL possui a função representativa, defendendo os interesses da categoria. Não deixamos de atender as demandas dos aposentados em nenhum momento e não temos autorização dos filiados para repassar nenhum percentual financeiro para qualquer entidade”, disse o presidente. De acordo com Jovanildo, o SINDAL continua empenhado pelo pagamento de 100% da Verba de Representação aos servidores ocupantes dos cargos de nível médio e fundamental, que será estendido aos aposentados de forma escalonada, tem negociando a volta em 100% do pagamento dos aposentados pela Assembleia Legislativa, conforme prometido pelo presidente, Eduardo Botelho. “Mas ainda tem um grupo que pensa nos seus interesses pessoais que promove ataques e difamações infundadas ao sindicato”, afirmou Jovanildo.  

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.